Um ano depois…

Pietro 1 ano depois

Anúncios

5 pensamentos sobre “Um ano depois…

  1. Que nós, os que ficamos, possamos fazer tanto quanto ele fez em sua breve vida… na fé, no amor e na esperança! Exemplo para todos nós!

  2. Querido Pietro,

    Nossa, quanto tempo eu não escrevia para você, né? Como estão as coisas por ai? Anda brincando bastante? Eu fiquei muito curiosa porque queria saber como era o lugar onde você estava, com quem você encontrou e se você finalmente correu com o Mc Queen. Dai, eu sonhei que você estava com um monte de crianças, e tinha uma moça bem bonita contando umas histórias. Mas enquanto ela falava, apareciam as imagens numas nuvens e vocês se divertiam a valer. Puxa, quanto amigos você tem, hein? E quantas brincadeiras vocês faziam, todos juntos, pulando, correndo, escutando tudo o que aquela moça falava.
    Pietro, eu sei que você, assim como os que ficaram aqui, todos, tivemos que nos adaptar a essa nova situação. Hoje fez um ano que você viajou. Mas sei que agora você já tem maior compreensão de tudo, e muito mais que nós, pode entender o porque de ter ido brincar nas nuvens. Pietro, é legal mesmo pular em nuvem?
    Seu papai e sua mamãe escreveram coisas lindas pra você. Eu até chorei , mmas só um pouquinho porque aquela moça que estava lá contando as histórias, disse que quando a gente fica muito triste aqui, quem está nas nuvens sente um pouquinho isso, então eu tratei logo de imaginar como você está amparado e assistido (que palavra difícil, né? O que é isso? É de programa de televisão? Eu li e achei bem bonita) e comecei a lembrar do quanto todo mundo ama você.

    Eu agora vou pra minha casa. Mas sei que você recebeu durante esse ano todo as nossas orações e muito carinho.

    Um dia a gente vai se encontrar e dai sabe o que eu vou fazer?

    BEIJAR A SUA BARRIGA!

  3. Lembro-me de quando conheci Pietro, no jantar de fim de ano da IMAFria. Já acompanhava suas aventuras neste blog e queria muito conhecer a família. Foram momentos breves que guardei comigo. Lembro-me do culto em seu velório, do hino que cantei junto com o coral…das lágrimas e também do testemunho de fé de seus pais e familiares. Durante o tratamento do Pietro, dentre meus motivos de oração, havia mais 2 meninos além dele: Lucas, que precisava de um transplante de rim, e Igor, que teve mielomeningocele fetal e não pode andar. Deus respondeu a todos os meus pedidos, embora de modo diferente: Lucas fez o transplante e está muito bem; Igor ainda não andou, embora tenha progredido no tratamento e Pietro, bem, esse Deus me disse: é meu, vou levar comigo.Claro que não concordei, clamei, pedi, mas o Senhor, soberano e sabedor de todas as coisas, assim o fez. .Um ano se passou. E o post da
    Eliana Gavioli me fez pensar: o que eu fiz nesse tempo? Tenho celebrado a vida suficientemente? Tenho testemunhado o amor de Deus em meus atos e aos que me rodeiam? A resposta até pode ser sim, mas ainda posso melhorar muito . Que a lembrança da fé, da doçura, da força e da graça que Pietro nos deixou possam continuar me inspirando a ser uma pessoa melhor.

Comente aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s